O country nunca esteve tão valorizado como hoje, ainda mais entre os jovens. Lançado dia 29 de setembro, “Younger Now” é o sexto álbum da cantora, atriz e jurada no “The Voice” Miley Cyrus, sendo a sequência do independente “Miley Cyrus & her Dead Petz” e o comercial “Bangerz“. Com a expectativa de trazer suas raízes sulistas em seus materiais, finalmente a busca de Cyrus parece ter chegado ao fim. Com autenticidade e muita nostalgia, essa era promete ser a mais pessoal e apaixonada da jovem de 24 anos que evoluiu a cada experiência. Vistam seus jeans e preparem-se para a festa.

 

#1 Younger Now

A faixa título é o segundo single oficial do álbum. Não poderia ser menos, já que apresenta a proposta do álbum com uma mensagem positiva sobre a juventude. Crescer é difícil quando não nos conhecemos, mas a mudança é essencial para construir uma identidade digna de nosso momento atual. O vídeo é interessante por colocar Cyrus ao lado de crianças e idosos, mostrando alegria em um ritmo contagiante. O country aqui é bem próximo de um rock alternativo.

#2 Malibu

Carro-chefe do álbum, foi o primeiro single apresentando a “nova fase da Miley Cyrus”. Foi uma surpresa, tendo em vista que seus três últimos materiais focaram na ousadia que a cantora possui. A música é tranquila e consegue passar uma energia digna de música do verão. Sem faltar com a letra romântica (Liam Hemsworth, essa é pra você) e bastante grudenta, esse é o single perfeito! Com elementos da lounge music, é possível se sentir mais próximo da praia de Malibu.

#3 Rainbowland

Miley tem a sorte de ter familiares muito populares no country, estilo que é a raiz do sul dos Estados Unidos, Nashville. Para os fãs de “Hannah Montana” é possível lembrar de Dolly Parton, madrinha responsável pelo hit “Jolene” que Miley tanto performa. Após um breve dialogo a música começa como um acústico vintage, sendo a mais country até agora. Como curiosidade, “Rainbowland” é o nome do estúdio que Cyrus tem em casa.

#4 Week Without You

Após o único feat. (participação especial) do álbum, vamos para algo mais sensual e com uma mensagem clara. Em um relacionamento devemos dar valor aos momentos que são construídos a cada dia, mas se não existir reciprocidade, não tem amor que dure. A música é engraçada, se tornando uma ótima balada romântica para qualquer momento.

#5 Miss You So Much

Pelo título podemos entender essa como um excelente seguimento da faixa anterior. Sabe aquela bad que existe após terminar ou até mesmo ter que lidar com a distância em um relacionamento? Miley sempre fez dessas suas melhores canções (vide “7 Things” e “Stay“) e nesse caso de uma forma mais madura e com uma letra visceral em um country bem limpo.

#6 I Would Die For You

Uma canção mais dramática para garantir uma fossa à la Lana Dey Rey e ao mesmo tempo com o jeito Miley de compor. Talvez por uma sonoridade mais crua, seja possível ver que Miley não precisa de muito para fazer uma boa música. Se considerarmos as demais faixas, talvez essa seja a mais esquecível do álbum, mas ao mesmo tempo é bastante pessoal.

#7 Thinkin’ 

Graças a Deus! Finalmente uma farofa pop que pegará #1 na Billboard e tocará nas rádios. Mostrando mais atitude e com uma batida cheia de energia, compensa a letra repetitiva que funciona divinamente para o disco se tornar mais visível. É de longe um destaque do álbum, pois mostra que a ousadia ainda existe… sim, nossa Miley tá viva!

#8 Bad Mood

A canção mais folk do álbum e talvez a mais furiosa. “Bad Mood” é como um grito de perseverança após vários problemas, ainda sendo fofa em seus versos. O coral no fundo cria uma atmosfera sombria para um álbum alegre, sendo mais uma prova da versatilidade de Cyrus ao provocar sensações diferentes a cada canção. Também possui muita possibilidade de ser um single para fãs de música alternativa.

#9 Love Someone

O título já traduz a mensagem que virá. Amar é muito bom! A canção já nos prepara para o fim do álbum, mas não esquece que é importante se divertir e ser feliz acima de tudo. As batidas são marcantes e se torna a última animada do disco. Em entrevistas Miley disse que queria abraçar o mundo e dizer: “vamos ficar bem, eu te amo”… e sim, ela conseguiu cumprir com o prometido.

Resultado de imagem para miley cyrus younger now album

#10 She’s Not Him

Talvez uma balada triste para concluir o álbum ou talvez uma brincadeira com a música de Elvis “She’s Not You”… provavelmente os dois. Miley se inspirou em Elvis Presley na concepção de “Younger Now” como um todo, onde em 2017 completam 40 anos que o cantor faleceu. A música também é uma breve desilusão para quem esperava mais energia no final do álbum.

#11 Inspired

Miley quer realmente mostrar o quanto ela se importa com as pessoas. Com essa canção inspiradora o álbum termina mostrando a evolução de Cyrus na música que parece ter encontrado uma zona de conforto. Para os fãs mais antigos, essa conclusão é semelhante a canção “My Heart Beats For Love” do álbum “Can’t Be Tamed“, só que mais crua… podendo ser a nova “Imagine” de John Lennon. Assim como as demais, é interessante ver que ao vivo são próximas da versão de estúdio.

Resultado de imagem para miley cyrus younger now singles

O que é bom dura pouco:

Miley Cyrus compôs todas as cações e mais uma vez gosta de experimentar uma mistura de gêneros em seus álbuns. Esse conseguiu ser o mais definível, sendo uma experiência country completa para a filha de Billy Ray Cyrus, famoso cantor do gênero. Talvez essa não seja a tentativa de emplacar canções no topo da Billboard como “Bangerz”, mas o foco foi a qualidade. Com uma bela identidade visual, até mesmo a capa e encartes poderão fazer o fã se sentir com um disco de vinil (LP). O álbum é o mais pessoal da cantora e poderá agradar todas as idades. Nostalgia vende, ainda mais quando se tem amor. ❤

Mais um Otaku soteropolitano que faz cosplay no verão. Gamer nostálgico que respira música e que se sente parte do elenco das suas séries favoritas. Aprecia tanto a 7ª arte que faz questão de assistir um filme ruim até o fim. É um desenhista esforçado e um escritor frustrado por ser um leitor tão desnaturado. É graduando no curso de Direito e formado no de Computação Gráfica. “That’s all folks!"