Apesar de ser uma das ferramentas de comunicação mais populares da Internet, o Skype não passou por muitas mudanças desde sua aquisição pela Microsoft, há seis anos.

Mas a partir desta quinta-feira (01), o serviço passou por uma enorme atualização – a maior desde 2006, segundo o vice-presidente da Microsoft, Amritansh Raghav –, com uma série de funções que aproximam o Skype de redes sociais e de serviços hypados, como o Snapchat.

Com a atualização, a Microsoft espera transformar o Skype em uma ferramenta que estimule usuários a voltar todos os dias e o tempo todo, não só para fazer uma ou outra ligação ocasional e fechar o aplicativo.

Agora o serviço será otimizado para chat, com uma interface que privilegia suas conversas logo na primeira página do serviço. As ligações de voz e vídeo ainda estão lá, é claro, mas passam para o segundo plano do design.

Em entrevista à Wired, Raghav afirmou que a ideia é mudar um padrão de uso comum no Skype: usuários normalmente costumam ir até o app para uma ligação marcada, mas raramente usam as interfaces de chat e compartilhamento de arquivos para dar continuidade às conversas. Para reverter esse padrão de uso, o serviço agora inclui uma série de “mini apps” que permitem o envio de informações do tempo, GIFs, vídeos do YouTube e outras infos.

Assim como no Snapchat, usuários poderão também postar vídeos efêmeros na plataforma – os chamados Highlights – que poderão ser vistos por seus contatos por até uma semana. Assim como no Messenger, usuários também poderão mandar mensagens, fotos e reações dentro de janelas de chat em grupo. Veja no vídeo abaixo as mudanças:

Se a ideia da Microsoft de tornar o Skype uma plataforma ampla de experiências de comunicação vai virar, ainda não sabemos. Mas é importante lembrar que o serviço tem tração mesmo entre usuários não-millennials e conta com uma base sólida de usuários e que vem pré-instalado em diversos computadores ao redor do mundo. Ou seja, uma base instala para experimentação, a companhia tem.

A atualização já começou a ser disponibilizada para dispositivos Android ontem(1) e, na sequência, chegará para o iOS, Windows e Mac OS.