Mulher-Maravilha quebrou mais um recorde expressivo. O longa arrecadou cerca de US$ 821,74 milhões (via Box Office Mojo)nos cinemas e ultrapassou Homem-Aranha, de 2002, como o filme de super-herói de origem mais rentável da história. O longa dirigido por Sam Raimi fez na época cerca de US$ 821,70 milhões.

Esse feito significa muitas coisas boas, a começar por se tratar de filme solo de uma super-heroína, até hoje visto com resistência em Hollywood. Desde a estreia de Spiderman (blockbuster que iniciou essa nova e maior onda de adaptações de heróis dos quadrinhos), Batman, Superman (duas vezes), Hulk, Homem de Ferro e outros tantos personagens famosos ganharam as telonas, e a história de origem de Diana Prince superou um a um.

Outro aspecto importante é o poder da repercussão positiva do longa-metragem estrelado por Gal Gadot, que segue faturando alto cinco meses após a sua estreia nos Estados Unidos (o último mercado a lançá-lo no mundo foi o Japão, em 23 de agosto, um mês após todos os outros). Que isso signifique o lançamento de mais filmes solos de heroínas, e ainda melhores.

A Mulher-Maravilha retorna em Liga da Justiça, que chega aos cinemas em 16 de novembro. Já o segundo filme solo da heroína estreia em 13 de dezembro de 2019.

Confira nossa crítica do filme solo da amazona aqui