No dia 28 de julho, Heather Antos, editora de quadrinhos na Marvel Comics, postou uma foto com colegas de trabalho numa saída para tomar milkshakes. Nada demais, certo? Aparentemente, não para fãs machistas da empresa.

 

Imediatamente após o post, Antos e suas colegas começaram a ser vítimas de ofensas e xingamentos. Usuários do Twitter questionaram a capacidade das mulheres de trabalharem na empresa, as “acusaram” de serem “guerreiras sociais” e as assediaram sexualmente.

 

Tweet

Reprodução
“Como essas falsas nerds militantes de Tumblr são editoras na Marvel?”

Atons twittou que “a internet é um lugar nojento e horrível” e que não podia “postar uma foto com suas amigas sem sofrer bullying, ser insultada, assediada e visada”. Mas a melhor resposta veio depois, quando a editora não se deixou levar pelos comentários machistas e postou uma outra foto com seus colegas de empresa, criando a hashtag #MakeMineMilkshake.

 

Em apoio às funcionárias da Marvel, a DC Comics deixou a rivalidade de lado e postou, em seu Twitter, uma foto de suas funcionárias. Nela, as mulheres aparecem com milkshakes e fazendo a pose da Mulher Maravilha. “Viva as mulheres da @Marvel!”, diz a legenda.

A união faz a força – inclusive contra o machismo.