O Dia das mães chegou. E pra homenagear esse dia o Cinesia Geek decidiu relembrar algumas das mães mais incríveis dos games. Seja como rainhas, lutadoras duronas, ou como agentes especiais em uma trama conspiratória complexa, as mães estão presentes nas nossas vidas, e nos jogos. Vamos listar algumas delas aqui abaixo. Como toda lista, estão faltando várias. Lembrou de outra que não esta listada? Coloca pra gente nos comentários.

6 – Sonya Blade (Mortal Kombat)

A capitã Blade não é uma mãe fácil de se lidar. Orgulhosa e ríspida como sempre foi nos games da franquia Mortal Kombat, Sonya trata sua filha Cassie Cage como apenas mais uma soldado, parecendo até ser uma baita megera. No fim das contas, ela mostra compaixão e carinho tanto por Cassie quanto pelo seu ex-marido Johnny Cage. Ela é a típica mãe durona por fora e uma manteiga derretida por dentro.

5 – Sophitia (Soul Calibur)

Sophitia pode ser considerada uma das protagonistas da série Soulcalibur. Filha de um padeiro grego, a jovem é convencida a lutar contra a “espada do mal” Soul Edge e para isso ela enfrenta grandalhões de todos os tipos. Benevolente, altruísta e valente, ela se preocupa tanto com seus filhos a ponto de se juntar ao “lado do mal” e se sacrificar para que Pyrrha sobreviva. O espírito maternal de Sophitia é um dos maiores no mundo dos games.

4 – Jun Kazama (Tekken)

Jun surge pela primeira vez em Tekken 2 (1995) como uma mulher misteriosa e destemida. Sem dar spoilers da história do jogo, ela possui a capacidade de inibir a ação de uma força maligna que age sobre Kazuya Mishima — e ela acaba dando luz a Jin Kazama, um dos lutadores mais icônicos da franquia desde então. Apesar de desaparecer após os eventos do jogo (não foi confirmada como morta pelos produtores), sua influência e presença em flashbacks evita que a força do mal tome conta de Jin, o que a torna peça chave na evolução da história de Tekken.

3 – Flemeth (Dragon Age)

Distante mas sempre preocupada com sua filha Morrigan, Flemeth é dona de ótimos conselhos, é extremamente sábia e sem ela a história de Dragon Age não aconteceria. Um ótimo exemplo de como mães podem ser fatores importantes na narrativa de um jogo. Além de ser um motor para a trama do game, ela também é material para lendas dentro do universo de Dragon Age.

2 – Brigid Tenenbaum (BioShock)

Mãe das Little Sisters de Bioshock, Brigid descobriu o ADAM, substância que faz as pessoas terem poderes, e também criou as menininhas macabras da franquia. Ela é tipo uma mamãe ganso — trata as Little Sisters como verdadeiras filhas, faz o bem para elas, as protege e estimula os jogadores a não mata-las. Inclusive, ela fica bem brava caso você as mate. Ela até sente um pouco de remorso em tê-las criado, afinal, são criancinhas que riem, cantam e são brincalhonas, mas são usadas para coletar ADAM por aí, como escravinhas.

1 – The Boss (Metal Gear Solid 3: Snake Eater‎)

Uma das minhas personagens favoritas dos games! Conhecida como The Boss, é considerada a maior soldada que já existiu no planeta, além de ser a responsável por tudo o que acontece na série de jogos MGS. A mãe das Forças Especiais, The Boss, de Metal gear Solid 3, era a mentora de Naked Snake e fundadora líder de Cobra Unit, onde era conhecida como “The Joy”. Qualquer detalhe de sua história no game pode ser revelador, e estragar a grande experiência, mas é válido reforçar que os últimos momentos da personagem no jogo são angustiantes.

E aí qual sua mãe favorita dos games?